Pantera Negra foi bem mais que um filme de super herói.

Pantera Negra.

Pantera Negra chegou com dois apelos muito fortes. O primeiro era retratar um dos personagens mais icônicos do Universo Marvel Comics e o segundo era manter a retratação de Wakanda como uma grande referência a África, mas com cultura, tecnologia e rituais próprios. 

O filme inicia com eventos que se passam logo após o final de Capitão América: Guerra Civil (2016) e mostram não só todo o problema gerado entre as nações pela crise no governo americano, serviços de inteligência secretos e bad romance entre os Vingadores mas também como Wakanda está lidando com a morte do rei T’Chaka na explosão em um congresso da ONU em Guerra Civil.

T’Challa, seu filho mais velho, tem então o dever de assumir o trono diante do aval das outras 4 nações que formam a Cidade Dourada. O desenrolar do filme se dá com a aparição de Erik Killmonger, assassino e ex-militar dos EUA, com origens em Wakanda e com sede de vingança pela morte de seu pai anos atrás por T’Chaka.

pantera negra 6 1024x512 - Pantera Negra foi bem mais que um filme de super herói.
Cidade de Wakanda. Fonte: YouTube.

Wakanda vive completamente isolada do mundo. A nação se desenvolveu e detém uma tecnologia sem igual porém escondida debaixo de hologramas e uma floresta densa impenetrável. Talvez seja aí que entra a maior contradição do filme. Wakanda é uma nação puramente preconceituosa. Diferente do que imaginávamos, a nação se recusa a compartilhar seu conhecimento com o resto do mundo e tem medo de perder seu “Wakanda Way of Life” para os colonizadores.

Vilão de Pantera Negra. Erik Killmonger.
Erik Killmonger é o vilão do filme, interpretado por Michael B. Jordan. Fonte: YouTube.

Com base nisso, Erik quer tomar Wakanda, distribuir as armas para todos os negros ao redor do mundo para que tomem os governos, se rebelem contra as populações opressoras e assim Wakanda posso governar o mundo do jeito certo. Uma visão bem extremista, não? Pois foi ela que Erik consegue retornar a Wakanda e tomar o trono do rei até então ocupado por T’Challa. De quebra, ele ainda leva os poderes do Pantera Negra. Até o fim do trama temos T’Challa lutando para reconquistar o trono e impedir que a ideia extremista do novo rei seja divulgada mundo a fora e Wakanda seja conhecida como uma nação revolucionária, do pior sentido da palavra.

Nakia e Shuri na batalha final em Wakanda.
Nakia (Lupita Nyong’o), o par romântico do rei T’Challa e Shuri (Letitia Wright) irmã do rei. Ambas com atuações incríveis e que trazem a leveza que o filme precisa. Fonte: Marvel.

Nesse meio termo surgem os personagens muito bem construídos. Nakia, é a guerreira e o caso amoroso do rei. Shuri, a irmã de T’Challa, controla os equipamentos tecnológicos e desenvolve as melhorias para os trajes do Pantera Negra.

Okoye é interpretada por Danai Gurira de The Walking Dead.
Okoye (Danai Gurira, a Michonne de The Waling Dead) a general guerreira do reino e fiel ao trono como ninguém mais. Fonte: Marvel.

Ramonda, mãe de T’Challa, é a rainha na falta do marido. Okoye, é a general do exército do reino e uma guerreira incrível além de extremamente leal ao trono. 

Pantera Negra traz questões antagônicas e polêmicas a serem discutidas. Além do herói representar toda uma parcela de jovens que não tinham uma imagem tão bem construída nos filmes populares do MCU, ainda traz a divisão de classes e o preconceito entre raças claramente identificado em todos os conflitos do filme. Eu sei que já existiam super heróis negros no cinema e mesmo nos filmes da Marvel, mas nenhum com a influência de Pantera Negra até agora, isso seja dito. Wakanda se encobrir com disfarce de uma nação de fazendeiros e não compartilhar o avanço tecnológico com o mundo demonstra sim a opressão de pequenas nações mas também demonstra o preconceito com todo o mundo exterior, o que é sabiamente contornado ao final. Com a decisão de abrir um programa de intercâmbio de conhecimento, Wakanda reafirma a ideia mais sábia porém pouco difundida nos discursos de governantes no nosso mundo real:

“Os tempos de crise, os sábios constroem pontes. Os tolos constroem muros.”

Pantera Negra, além de o mais longo (2h14min de duração) provavelmente também seja um dos filmes mais redondinhos da Marvel até então. Ele segue em cartaz já com mais de US$ 1 bilhão em arrecadação mundial, valor que só se espera ser alcançado novamente com o próximo longa dos Vingadores, Guerra Infinita, que só estreia em Abril.

Se você gostou desse texto e quer ler sobre mais conteúdo de cinema, não deixe de acompanhar o blog nas redes sociais para não perder nenhuma novidade. Até a próxima!

Comments

  1. Pingback: Vingadores: Guerra Infinita ganha novo trailer com chegada de Thanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *