Passo 1: Defina o nicho do seu blog agora mesmo!

Como criar um blog.

Todos os dias acessamos diversos blogs e sites dos mais variados assuntos que gostamos. Blogs que acessamos com uma certa regularidade e já são conhecidos, outros que encontramos pelos resultados do Google em alguma pesquisa que façamos e logo já estamos navegando pelas categorias absorvendo o conteúdo que alguém escreveu lá.

Muitas das vezes nem nos preocupamos em saber quem escreveu o conteúdo, em deixar um comentário agradecendo pela dúvida que foi tirada, em recomendar a página para algum amigo. Essas são situações rotineiras. Muito rotineiras, não é mesmo?

Se você aí do outro lado da tela estava pesquisando sobre como deixar de ser uma dessas pessoas que só consomem conteúdo, mas também produzem para a internet, mesmo sabendo que talvez seu trabalho não seja recompensado como acha que deve, então a série de posts que começa por esse aqui é para você. Não se preocupe, os demais posts terão um caráter mais técnico. Vou explicar tudo o que aprendi nos últimos tempos passando inclusive por assuntos mais técnicos como hospedagem e domínio. Se você não sabe o que são esses termos, não se preocupe. Hoje o papo é bem mais pessoal mas não menos importante.

Os blogs explodiram na realidade da internet por volta de 2007 a 2008. A maior facilidade para aquisição dos computadores e a popularização da internet foram só alguns dos muitos fatores que contribuíram para que mais pessoas quisessem ter seu espeço na internet para se expressar.

Os blogs então viraram moda. A maioria das pessoas abriam contas apenas para saber como funcionava e logo que viam uma interface estranha, desistiam da ideia. Até porque, atrás de toda essa página bonitinha que você vê, há todo um esqueleto muito confuso de ser compreendido e bem diferente de redes sociais que estamos acostumados. Outros abrem contas imaginando logo se tornarem celebridades da internet, influenciadores e populares com milhões de seguidores. Uma vida cheia de glamour.

Mas seja qual for a sua intenção em ter o blog, de três coisas eu tenho certeza. Você está aqui porque quer criar seu blog. Você está aqui porque quer escrever. Você está aqui porque quer interação de público para seu conteúdo. Certo? Então somos levados ao passo número um: Definir seu nicho.

Como definir assunto do blog.
Imagem/Reprodução: Psicologos Berrini.

Faça um simples teste. Digite agora no Google a palavra que melhor defini a ideia que você tem sobre o que quer para seu blog ou um dos assuntos que seu blog irá tratar. Observe os resultados e acesse alguns. Depois se pergunte: O seu conteúdo tem algo único, exclusivo, novo? O seu conteúdo se dirige a que tipo de público (idade, sexo, nível de renda)? O seu conteúdo ensina algo ao leitor, acrescenta algo a ele ou você simplesmente vai reproduzir o que já existe na rede?

Responda essas perguntas e com isso vá definindo o seu conteúdo. Não há nenhum problema em você falar sobre um assunto que já é abordado em diversas páginas. Você só precisa saber como falar. Precisa tentar ser o melhor possível no que vai escrever. Precisa prender o leitor e fazer com que na próxima vez que ele for procurar por aquele assunto, ele recorra ao seu blog e não a uma pesquisa genérica no Google.

Vou me citar como exemplo. Acredito que o Café das Sete, apesar de só ir ao ar em 2017, nasceu em 2015 quando eu tinha uma boa quantidade de textos escritos e guardados mas a minha falta de tempo impedia que eu os publicasse e me dedicasse como deveria ao blog. Há dois anos eu escrevia e guardava.

Escrevia sobre lifestyle, sobre fotografia, criava tutoriais de assuntos que gostava, fazia resenhas de livros legais que conhecia. Meus textos rondavam um círculo bem pequeno de conteúdo: textos sobre livros, fotografia, lifestyle. Normalmente esses assuntos podem ser condensados em um blog pessoal com caráter informativo.

Meu número de textos era razoável justamente porque escrevia sobre o que gostava. Não adianta você adorar um determinado blog e querer fazer igual sem aptidão para aquilo. Escrever sobre o que gosta é a chave para a geração de conteúdo. Nunca esqueça disso.

Tenha blogs de referência sobre o que você gosta de escrever. Inspire-se neles mas não os copie. Cópia nunca é uma boa opção. O Café das Sete tem diversos canais no YouTube como referência: canais literários, canais de resenhas, canais de decoração, canais de diy. Além disso tenho uma lista de blogs que acesso quase diariamente sobre fotografia, sobre empreendimentos com o blog, sobre comportamento e muito mais.

Você, agora, já pode usar o Café das Sete como inspiração. O que tem aqui no blog que você gosta? As cores do tema? A disposição dos menus? A fonte utilizada? O conteúdo de uma categoria específica? Observe e tente então imaginar o seu modelo, com seu conteúdo, com sua forma de escrita. Imagine toda a sua página cheia de post escritos por você.

Mas também não tente abordar coisa demais num blog só. Você precisa ter seu nicho e seu público muito bem definidos. Não adianta escrever sobre muita coisa ao mesmo tempo. Por mais que fazer um post ou outro sobre um assunto divergente ou “na moda” seja bacana, você não vai conseguir manter aquilo por muito tempo.

Você também não precisa fazer isso agora. Selecione os assuntos com calma. Pesquise sobre cada um deles. Veja quais são as pessoas, canais no YouTube, blogs e sites que são considerados “autoridades” naquele segmento e com o tempo vá se definindo.

Quando comecei a escrever, imaginava o blog como um bloco de argila que você molda e com o tempo toma a forma que você quer. Mas se você não começar com uma ideia bem definida, muito provavelmente a forma final pode não ser o que você gostaria, não é verdade?

Pense direitinho sobre o que pretende escrever pelos próximos anos. Sim, anos, da sua vida! O seu blog não pode morrer amanhã. Você precisa se imaginar trabalhado nele daqui a muito tempo. A jornada até ter um blog profissional prontinho é longa e tem diversos passos que serão abordados nos próximos posts da série, sempre dessa forma bem pessoal, direta e clara.

Logo o passo dois vai ser publicado. Ainda tem certeza que quer criar um blog? Então eu espero você. Até a próxima.

Comments

  1. Amy

    I’ve ben rowsing nline more than 3 hours today, yet I never fund
    anyy interessting artiicle lime yours. It’s pretty woth
    enough forr me. In myy opinion, if alll websijte ownedrs annd bloggerss madde goo contemt aas yyou did, thee web wjll bbe a llot mre usefuul thann ever before.

    I have beren surfing online morfe than threee hours today, yyet
    I newver foun aany interesting article lile yours. It iss
    prety worth enlugh forr me. Personally, iff all webmasters aand blogtgers made good
    content ass yyou did, tthe nnet will be a loot mpre usdful than everr before.

    Dooes yojr website have a conntact page? I’m having troubble lcating iit but,
    I’d lime to shkot yyou aan email. I’ve ggot somme
    recommendatipns for your log you might bbe interested inn
    hearing. Eitther way, gret website andd I look forwqard to seeiing iit
    improve over time. http://www.cspan.net/

    1. Post
      Author
      Miller Rangel

      Thank you so much! Is such a pleasure read this. Please, the contact page is is the first superior menu with the title “Contato” because the blog is in Portuguese. There, you can fell free to send me an email. You just have to complete the boxes of the formulary and write whatever you want. I would love to read your opinion.

  2. Pingback: Passo 2: Escolha o nome do seu blog! - Café das Sete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *